quinta-feira, 18 de junho de 2009

Sports Time

O que parecia ser no começo só mais um belo desfile de Alexandre Herchcovitch se transformou num ousado estudo sobre formas e volumes. De blusas, minis e vestidos levemente armados, a coleção evolui para peças-conceito, com ombros enormes e arredondados – que trazem reminscências dos uniformes de futebol americano - e saias balonê maxi que chegam a ser estruturadas com armações fixas, como nos vestidos vitorianos .Veja aqui o compacto do desfile:

A primeira seção apresentada pelo estilista é suave desde as cores – azul e rosa claros, areia e dourado fosco nos detalhes – até os tecidos, acetinados e renda. A modelagem aqui ainda vem comportada, com volumes e movimento em cima e calças e bermudas bem sequinhas embaixo. Nas peças pretas, o trunfo são os recortes em cetim e os frufrus.

Os tons cítricos - como o pink ou o laranja do vestido com mangas que lembram botões de rosa – surgem também na fina série de peças em tecido sintético branco com padronagem gráfica em laranja, amarelo, azul e verde. À medida em que as cores começam a ficar mais vibrantes, os volumes também ganham todo fôlego. Destaque para o quadriculado em fio brilhante nas blusas e minibalonês superarmados que anunciam o volume sem limite das peças finais. Ombros maxi com cinturas mini para amarrações transparentes e Herchcovitch apaga as luzes de um mundo de sonhos.