quarta-feira, 17 de junho de 2009

!!! Baía de Guanabara despoluída !!!


O governador Sérgio Cabral, e o prefeito Eduardo Paes anunciaram nesta terça-feira (16), na Suíça, um investimento de R$ 650 milhões para obras de despoluição da Bacia de Jacarepaguá e Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, e da Baía de Guanabara.

Os investimentos na área de meio ambiente são considerados essenciais para a avaliação da candidatura do Rio às Olimpíadas de 2016. Até julho, segundo o prefeito e o governador, a verba será liberada pela Caixa Econômica para as obras de despoluição.


O projeto de despoluição da Baía de Guanabara inclui a Baixada Fluminense e São Gonçalo, na Região Metropolitana, que passará a ter uma Estação de Tratamento de Esgoto.


Somados aos R$ 340 milhões destinados pelo governo federal através do PAC Drenagem à Bacia de Jacarepaguá, o Rio vai receber quase R$ 1 bilhão para recuperar duas regiões onde estão previstas mais da metade das competições.


“Na próxima terça-feira (23), vamos lançar o projeto de Revitalização da Zona Portuária também como resultado dessa nossa união (governos municipal, estadual e federal). A vinda das Olimpíadas vai trazer ainda mais benefícios, e não só para a cidade do Rio, mas para toda a região metropolitana”, disse o governador.


“Esta vai ser uma grande oportunidade para os cariocas verem realizadas obras que sempre pediram. Com a liberação dos recursos, aqueles que sofrem com as enchentes em Jacarepaguá ou com a sujeira à beira da Baía de Guanabara, logo vão perceber as mudanças. Para a cidade, o projeto olímpico já começou a deixar o seu legado”, declarou Paes.


Linha 4 do metrô

Com a inauguração da Estação de Tratamento da Barra da Tijuca pelo governo do Estado, no começo de junho, foi ampliado o sistema de saneamento do bairro que vai servir de base para a maioria das instalações olímpicas.


Cabral e Paes disseram que os próximos dias serão também decisivos para outro projeto fundamental à Rio 2016: a linha 4 do metrô, que vai ligar a Zona Sul à Barra da Tijuca, na Zona Oeste.

A expectativa é de que até a semana que vem a Câmara Municipal aprove, em segunda votação, o projeto que autoriza a venda dos terrenos remanescentes de obras do metrô. A arrecadação prevista é de R$ 1 bilhão, que serão usados na construção da linha 4. O projeto foi aprovado em primeira discussão no fim de maio, tornando edificáveis mais de 70 terrenos na Zona Sul, na Tijuca e na Barra.
Cabral e Paes estão na Suíça para defender a candidatura da cidade às Olimpíadas de 2016. A cidade vencedora será anunciada no dia 2 de outubro, em Copenhague, na Dinamarca.


Cabral destacou que pelo menos dois terços dos investimentos para a Rio 2016 já estão garantidos por conta do PAC e dos recursos destinados à Copa do Mundo de 2014.


“O que vamos dizer aos membros do COI é que, para os Estados Unidos, Chicago será mais uma cidade a fazer os jogos. O mesmo vale para o Japão, sobre Tóquio; e Espanha, em relação a Madri. No nosso caso, será a primeira cidade de um continente onde moram 400 milhões de pessoas que nunca viram uma Olimpíada. E, sim, nós podemos fazê-la no Rio”, disse o governador.

Fonte - G1