quarta-feira, 4 de julho de 2012

Mágoa de Blogayra = Shame

Em tempos de revelações (e moles) bombásticos de quem é quem, fico prestando atenção nessas mesmas pessoas q são "o alvo". Quem está certa? A "blogayra" malvadona ou "as tadinha aomilhadas"?

 Bem, acho q não existe certo ou errado nessa historia. Se por um lado a inquisição expõe abusos, erros, informações erradas e afins, deixando a "vtd de fazer chacota do povo" aberta nos comentários, as "vítimas" oferecem a esse mesmo povo um festival de mais do mesmo, do mesmo cabelo, do mesmo look, do mesmo papo, da mesma fórmula do q uma menininha boa deve ser, além do q já falei acima e mimimi... Pra mim o problema todo está na incapacidade q temos de entender q ser amado e ser querido por todos é uma faca de dois gumes (e não existe).
 Se por um lado vc consegue "tudo", por outro vc deixa de lado o direito de gostar do q realmente quer (se vc sabe o q quer/gosta e afins) e o principal, vc acaba não sendo nada.
 Eu gosto da Waleska Popozuda pq ela sabe que é piranha e ng vai a segurar, gosto da menina negra evangélica q sabe ser amiga de todo mundo independente das doutrinas que ela leva pra vida dela, independente do q vc ou eu pense sobre isso.
 A menina roqueira gótica q usa lente branca, cheia de espetos na cara se acha tão linda quanto a fia q tem californiana, usa snob e tem como modelo de vida uma panicat. A diferença é q a "estranha" sabe quem ela é, ou está em processo de saber isso, agora a panicat que se acha princesa e vai continuar se achando aos 40, quando a moda de "ser alguém especial é ser assim ou assado" for outra vai sempre dar com a cara na parede, vai viver eternamente essa odisseia de ser amada e desejada sem nunca oferecer algo de real para que as pessoas gostem dela...

Bem vamos lá: Quando recebemos críticas temos opções do q fazer com a msma, acho sempre válido parar e refletir sobre, pq sempre se tira algo de bom de uma crítica mesmo q seja falando q sua pele é uma bosta e que seus dentes são medonhos, (vai q vc se empolga em melhorar o q vc tem?). Esse primeiro momento vc pode deixar de lado e continuar seu caminho em direção a evolução permanente da sua persona/personalidade, ou vc pode pegar essa crítica como um desafio. Mostrar pras pessoas q vc é capaz de seguir uma linha vertical, de ser alguém além do q vc pensa q é, e além do que vc pode ser. Mas sem recalques, sem querer esfregar isso na cara de todo mundo, faça pra vc, pro seu bem estar, pro bem da sua pessoa.

 Viver uma vida horizontal, vagando de moda em moda só na vontade ser ser a mais linda, a mais gostosa, a mais interessante, a q brilha mais que um globo de espelhos, ofusca todas "e causa inveja nazamigas" e afins ñ é a chave da vida. A vida não é um bloco de pedra eterno ali parado pra sempre, assim como a nossa personalidade. A gnt muda, a gnt, deixa de gostar, a gnt passa a gostar, a gnt assume q gosta de Waleska, a gnt assume que gosta de usar blush marcado, assume q gosta de homem peludo a gnt assume aquilo q a gnt sente naquele momento pq é isso q nos leva pra frente! O assumir e suas consequências...
 O que suas amigas vão falar se vc aparecer vestida de motoqueira? O que meu marido vai achar se vc assumir q gosta de Calypso? O que meu público vai falar se eu quiser fazer uma maquiagem preta opaca de guaxinim pra festa de ano novo?

O que vc vai perder com isso? Seu marido? PERAI... Ele não tem q estar do seu lado na doença e na saúde? Homem q ñ sabe lidar com mulher de fibra, mulher poderosa ñ merece estar casado! E quando digo mulher poderosa não me refiro a botar a look do dia e "causar inveja nazamigas" e o melhor, não ter "homem" não te faz incompleta.
 Vai ficar sem amigas ou elas vão deixar de te chamar pra ir no shopping por causa disso? Então elas só estão contigo pq vcs todas são farinha do mesmo saco!
 E o seu público? Bem não dá pra querer agradar todo mundo, o genérico é bom pq é pop, mas o q é pop uma hora pode se mostrar sem conteúdo além de perder a graça em algum momento. Pq vcs acham q artistas pop se reinventam a todo momento?
 Vale mais ser uma genérica no meio de tantas do que ter aquele grupo de pessoas q curte vc pelo q vc é não importa como vc seja? Se vc é tão moderna e faz sua própria moda pq precisa tanto fazer tudo o q é modismo e ser igual a todas pra ser "envejada"?
 Ter uma personalidade ñ vale tanto quanto ganhar um Ipad e uma caixa de "miminhus" por semana? Vale a pena não ter opinião só pra evitar inimigos ou dessabores e agora receber 2 caixas de "miminhus" toda semana?

Resumindo:

Querida blogueira, a Shame te gongou? VIVA COM ISSO! Siga em frente, melhore, assuma seus gostos, crie seu público/conteúdo baseado no q vc é e leve isso pra sua vida! Não troque sua opinião e seu gosto por ser querida, elogiada ou paparicada com o dinheiro/produto da mão de quem te estapeia o rosto enquanto te chama de otária! Vc está troncado sua personalidade por algo q não supera a mesma. 

No final das contas eu volto sempre pra frase que eu digo a 3 anos: 

!!! Seja como quiser, mas seja original !!!

Viva isso e sorte de quem vive ao seu lado, pq quem está de longe não merece nada seu!

Bjos...

M.

#ComoNãoFicarQuandoAShameTeGongar

Ps: Meu português é uma bosta e eu sei disso, assumo e convivo com as consequências da minha burrice! Ok? Além do q eu penso mto rápido e não consigo passar tudo com eloquência pro texto! kkkkkkkkkkkkkkk

Amanhã tem vídeo novo.

Ps2: O Shame no título ñ se refere a personagem e sim ao sentimento.